quarta-feira, 4 de julho de 2012

Jay-Z, Kanye West e a recuperação da rebeldia enquanto mercadoria



1. Até o maisntream apela para a rebeldia. Mas só apela na medida em que pode transformá-la em mercadoria. 

2. Só recupera a rebeldia para o sistema como estratégia de marketing e não como estratégia revolucionária.

3. A recuperação da rebeldia se dá nos limites de estratégia de venda, jamais podendo ultrapassá-la. 

4. A ultrapassagem significaria um golpe nas vendas e no calculo custo-benefício. Significaria o próprio questionamento da mercadoria.

5. Rebeldia sim, mas só até o ponto em que ela faz a  juventude occupy wall street e indignada voltar aos centros financeiros, agora não mais para rebelar-se, mas para comprar cds.

6. É apenas o mercado sequestrando a estética dos protestos para atingir suas metas de venda.


Lixo Jovem, julho de 2012

5 comentários:

AFS disse...

Nunca mais postou?
Dá uma olhada no meu blog:
http://baixaisso.blogspot.com

Rod disse...

Encontrei seu blogue por acaso, temos um interesse comum pelas bandas brasileiras obscuras dos anos 1960 e 1970. Produzi duas coletaneas muito semelhantes com as compilações "Selvagens", gostaria, se possível e se vc gostar, que vc as distribuísse no seu blogue. Você pode conhece-las no meu canal do youtube, são as coletâneas PUNK NACIONAL 1a GERAÇÃO e PUNK NACIONAL 1a GERAÇÃO vol II.
Um abraço e parabéns pelas coletâneas, adorei!
Abxx
http://www.youtube.com/user/bandasetevidas

Rod disse...

Caso vc tenha interesse em postar as coletâneas no seu blogue entre em contato no meu email rod121@gmail.com para eu te enviar pra vc as capas e contra-capas.
Abxx

Camarada R disse...

Olá AFS, agora estou escrevendo no Portal Rock Press, dá uma olhada

http://portalrockpress.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=4939

Abraços.

Camarada R disse...

Olá AFS, agora estou escrevendo no Portal Rock Press, dá uma olhada

http://portalrockpress.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=4939

Abraços.