domingo, 26 de abril de 2009

Selvagens - Brazilian 60's Punk Artyfacts (Teen Trash Records, 2009)


A década de 60 foi um período musicalmente rico para o rock mundial e no Brasil não foi diferente. Contudo a grande mídia e a imprensa musical costumam abordar o rock feito no país somente a partir dos anos 80, pelos grupos mainstream do eixo Rio-São Paulo ou de Brasília. Apesar dessa interpretação equivocada, o rock brasileiro possui uma história que nos remete aos anos 50 e sua consolidação nos anos 60 como uma expressão artística feita por jovens e para jovens.

Quando se fala de rock brasileiro dos anos 60, logo pensamos em Mutantes ou algum standart da Jovem Guarda, como Roberto Carlos, Wanderléa ou Erasmo, mas a produção musical brasileira dos anos 60 é muito mais rica e diversificada do que a crítica musical míope pode imaginar.

Influenciados pela Invasão Britânica, emergiu da periferia do movimento Jovem Guarda um infindável número de grupos de garagem. A maioria deles, com muito esforço, ainda conseguia lançar um compacto. Os “mais bem sucedidos” ou com mais sorte mesmo, lançavam um Lp. Esse era o ethos das bandas de garagem dos anos 60, seja em São Paulo, Paris ou Texas. A curta e efêmera passagem desses grupos iria depois despertar um reinteresse obsessivo por suas histórias, primeiramente, resgatadas pelas pioneiras Nuggets e Pebbles.

A diferença desses grupos para seus colegas “mais pop”, se fazia no som, que era mais duro, cru, bruto e primitivo. Essa sonoridade era resultado de influências que iam para além de Beatles. O lado mais inconseqüente dos Stones foi absorvido por eles, assim como a sonoridade de bandas menos prováveis como Music Machine, cujos discos chagavam ao Brasil por algum parente ou amigo que viajava ao exterior.

Alguns grupos como The Brazilizan Bitles ou os Canibais, experimentaram um certo sucesso, aparecendo em filmes, programas de TV e lançando alguns Lps. Contudo eram exceção. A maioria deles viveu de compactos e domingueiras em clubes.

É um pouco dessa história que trazemos aqui com essa coletânea exclusiva do blog. Selvagens: Brazilian 60’s Punk Artyfacts, reúne o que batizei de jovem guarda linha-dura, o nosso rock de garagem dos anos 60 com forte acento punk. Grupos fantásticos, totalmente esquecidos com o passar do tempo. Uma das minhas paixões musicais que sempre que tive oportunidade compartilhava com um amigo ou discotecava em alguma festa.

Desde o começo dos anos 2000, houve um reinteresse pelo lado Nuggets do rock brasileiro. Uma das pessoas que mais contribuiu para isso foi Fernando Rosa, com seu antigo programa na Usina do Som, transmitido via Web e de sua revista virtual Senhor F, que sempre tratou de resgatar um pouco desse lado obscuro de nosso rock sessentista.

Outra iniciativa nesse mesmo sentido foi a série de coletâneas virtuais Brazilian Nuggets, espalhando para as novas gerações centenas de arquivos de mp3 com as pérolas desconhecidas de nossa psicodelia nacional.

Diferentemente da Brazilian Nuggets, nossa coletânea Selvagens não está direcionada para os aspectos mais psicodélicos desse período. O que nos interessa aqui é o beat cru, reto, simples e sem mais delongas ou viagens, em suma, a parte mais punk de nossa garagem. A sonoridade punk sessentista brasileira é uma realidade constatada nas canções dos Baobás, principalmente sua primeira fase contida nos compactos, e em outros grupos como Beatniks, Som Beat, Os Minos, Analfabitles, Os Metralhas e Os Aranhas.

Então aproveite, baixe esse disco, escute e sinta o cheiro da garagem brasileira e de seus primitivos acordes.
Teen Trash

Tracklist

01. Beat Boys - Shake me Wake me
02. The Beatniks - Alligator Hat
03. Os Jovens - Coração de Pedra
04. Os Minos - Febre de Minos
05. The Bubbles - Não Vou Cortar o Cabelo
06. The Jungle Cats - Vai
07. The Brazilian Bitles - Deixe em Paz Meu Coração
08. Os Santos - Três Garotas
09. The Sunshines - Quando Eu Precisei
10. Altafini - Xaropão
11. Os Canibais - Quase Fico Nú
12. The Brazilian Bitles - É Onda
13. Som Beat - My Generation
14. Os Baobás - Down Down
15. The Outcasts - Weird Ties Wide Belts And...
16. Luizinho & Seus Dinamites - Choque Que Queima
17. Dirceu - Pura Asneira
18. Os Abutres - Fora da Onda
19. Os Brasas - Vivo a Sofrer
20. Analfabitles - Shake
21. The Galaxies - I'm Not Talking
22. Os Metralhas - Nobody But Me
23. Os Incríveis - Hold Tight
24. Os Aranhas - Gloria

Selvagens - Brazilian 60's Punk Artyfacts



11 comentários:

lou disse...

rapaz..escuta o som desta banda
www.instiga.com ..
acho que vai gostar...ja que gosta do uso 'canibal' da guitarra..hahaha

Esmenard Victor disse...

A great thanks from France (sorry I don't speak brazilian (nor portuguese).

Great collection of wild groups, wonderful !

Sauron disse...

FUDIDO! Esse ARTYFACTS é bem black metal, hein? Hahahaha. Curti pra caralho.

Dr Faustroll disse...

1.000 Thanks for sharing this great collection!

Ivo disse...

tem que prensar isso aí.

Pirate Liza disse...

Belo texto... e vamo prensar!!!
haushuahsuash

No Fun For You! disse...

Recentemente começamos o nosso Blog tbm... dá uma sacada no nosso...

nofunforyou.blogspot.com

Se tiver um banner passa pra gente add no blog...

mail:kalilandre2006@gmail.com

Mateus Paul disse...

Cara, esta compilação ficou muito bacana! Embora você já tenha postado há alguma tempo e eu já tenha ouvido-a bastante ainda não tive tempo de fazer um belo comentário, em breve pretendo escrever minhas impressões faixa-a-faixa!
De qualquer forma, neste comentário deixo meus agradecimentos (mais uma vez) pelo blog tão bacana!
Um abraço,

Raphael Soulcialista disse...

mateus,
espero ler seus comentários das faixas.
abraço!

sexy disse...

成人漫畫,成人文學,成人遊戲,成人電影,成人論壇,成人,做愛,aio,情色小說,ut聊天室,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,尋夢園聊天室,080視訊聊天室,免費視訊聊天,哈啦聊天室,視訊聊天,080聊天室,080苗栗人聊天室,6k聊天室,視訊聊天室,成人聊天室,中部人聊天室,免費視訊,視訊交友,視訊美女,視訊做愛,正妹牆,美女交友,玩美女人,美女,美女寫真,美女遊戲,hi5,hilive,hi5 tv,a383,微風論壇,微風,伊莉,伊莉討論區,伊莉論壇,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,plus,痴漢論壇,維克斯論壇,情色論壇,性愛,性感影片,校園正妹牆,正妹,AV,AV女優,SEX,走光,a片,a片免費看,A漫,h漫,成人漫畫,免費A片,色情網站,色情遊戲,情色文學,麗的色遊戲,色情,色情影片,同志色教館,色色網,色遊戲,自拍,本土自拍,kk俱樂部,後宮電影院,後宮電影,85cc免費影城,85cc免費影片,免費影片

Akin disse...

Fodástico, para dizer pouco